domingo, 12 de abril de 2015

Game of Crentes ("Jogo dos Crente" em inglês) - Capítulo 1: O casamento negro

Eu fui salva e encontrei Jesus no dia que pisei na Igreja Ungida de Itaquera, encontrei minha casa, meus irmões, minha familia e deixei para trás tudo de ruim o que fiz em minha vida mundana.  Assim como eu, milhares de outros irmões também foram salvos em uma das filiais da Igrejas Ungida, sete espalhadas pela Zona Leste de São Paulo, um império de Deus da classe média alta.

A sede de todo esse império fica no chique bairro do Tatuapé em uma construção linda com muita ostentação em Cristo,  pinturas góspeis do Romero Brito e é comandada pelo fundador, e dono de toda essa bençã, o Pastor Adenilson Nogueira.

Pastor Adenildon Nogueira tem pulso firme, é o rei da Igreja Ungida, respeitado por todos fiéis,  aconselha os pastores das filiais, administra o dízimo e é claro, deixa todas irmãs solteiras de pernas bambas com sua voz grossa e imponente. Mas, para a infelicidade delas, é casado com uma mulher 35 anos mas nova que ele, a Irmã Cercília com quem teve um lindo filho chamado Jofre Augusto.

Só que Deus age de formas estranhas, ninguém contava que uma grande tragédia abalaria essa familia ungida e que eu, Cleycianne Ferreira, seria escolhida por Deus para travar uma batalha maior do que a minha própria vida. 




Game of Crentes (Jogo dos Crente em inglês)
Capítulo 1: O Casamento Vermelho 
Autor: Deus
Escritoura e revisoura gramatical: Cleycianne Ferreira 


- Mãe, eu quero entrar no quarto da porta vermelha!
- Layla Camile, eu já te disse, você não pode entrar nesse quarto.
- Como assim, mãe? Desde que o pai Wandersson foi embora esse quarto fica fechado. Eu não entendo!
- Layla, seu pai não foi embora, ele foi viajar a trabalho, pois precisa trabalhar para fazer a cirurgia masculinizadoura para largar o travestismo, tirar os seios, tomar hormônio masculino, essas coisas... Logo ele volta.
- Ele não vai voltar - disse Layla Camile dando as costas.


E foi assim que o dia começou, mas uma vez discutindo com minha filha adolescente que não aceita a ausência do pai e não entende os segredos que sua mãe, no caso eu, guarda. Depois de tantos anos, eu não sou mas aquela diva famosa, meu trono na internet não é mas o mesmo e eu me sinto cada vez mas desanimada. Minha filha joga na cara todo momento que eu a vendi para comprar um pole dance quando ela era pequena, as irmãs da Igreja ficam perguntando do Wandersson, que nunca volta da viagem a trabalho, e a minha melhor amiga, e uma das irmãs mas feias da Igreja, a irmã Wanda vai se casar. Não que eu ache ruim a irmã Wanda se casar, muito pelo contrário, quero que ela seja feliz, mas ela parece o Netinho de Paula com megahair e eu uma Anja Loura do Senhor, não é justo que ela seja mas feliz do que eu.

Sento triste na mesa, pingo umas gotinhas de Rivotril em Cristo direto na boca e sou interrompida pela campainha, é a irmã Wanda!

- Onde está a madrinha mas linda do meu casamento? - disse irmã Wanda de forma expansiva em Jacó.
- Estou aqui, irmã... - disse eu com cara de depressiva e voz de "queria estar morta em Cristo".
- Nossa, que desanimo, irmã Cleycianne! Cadê aquela irmã que gritava alta, lutava para manter a pose de Diva, escrevia artigos geniais na internet... o que aconteceu?
- Estou muito desanimada, preciso de algo novo em minha vida. Me sinto sugada, esgotada, preciso me sentir importante de novo, quero ser uma rainha, uma diva novamente.
- Mas você ainda é uma diva. Talvez só precise de algo novo mesmo, ares novos. Aliás, tive uma idéia, por que amanhã, antes do meu casamento, você não conversa com o Pastor Adenilson e pede para ele a vaga da missionária do culto das mulheres da sede? A irmã Juventina que comandava o culto foi flagrada assistindo a novela das nove da Globo na semana passada e foi expulsa da congregação, sua chance tá aí.

Meus olhos brilharam, ser a líder do Culto das Mulheres da sede do Tatuapé é tudo o que toda varoa de bem quer da vida, é como ganhar na loteria no mundo gospel.

- Nossa, irmã Wanda, você é uma gênia. Nunca pensei que diria isso a você - agradeci a amiga lhe dando um abraço bem forte.
- Você é linda, Cley! Você merece isso, você é uma anja do Senhor, maravilhosa, formosa e com uma vagina angelical - disse irmã Wanda dando uma piscadinha

Quando ouvi isso, não pensei duas vezes, virei um tapa na cara daquela sapatão disfarçada de irmã ungida:

- Está louca, diabo!? O encosto do lesbianismo está tomando conta deste corpo novamente? Não tem vergonha na cara não? SAÍ ENCOSTO DE CAMINHONEIRO, SAÍ DESSE CORPO MARIA GADÚ - disse eu colocando a mão na cabeça da irmã.
- PEGADINHA EM CRISTO! É essa Cleycianne que eu conheci, é assim que você é irmã! Cheia de amor ao próximo, espontânea em Cristo! Falei aquelas coisas de propósito, só para você se animar e trazer de volta a velha Cleycianne.

Fiquei emocionada em Cristo, isso que é amiga, minha gente! Eu precisava de um empurrão para sair da depressão e não tem nada que me deixa mas animada do que evangelizar um homossexual. Foi então que comecei a planejar como eu chegaria ao Pastor Adenilson para pedir o culto das mulheres da sede do Tatuapé e também comecei a planejar o futuro da minha filha Layla Camile, pois ela já é uma mocinha de 13 anos e está na hora de arrumar um varão para se casar e nada melhor do que eu já começar a agitar o filho do Pastor Adenilson, o lindo e rico garoto Jofre para ela. Também seria uma forma distrai-la da ausência do pai e do meu segredo no quarto da porta vermelha, pois um varão vira a cabeça de qualquer varoa, até de uma mini varoa. Dormi feliz aquela noite, pois enxerguei uma luz no fim do túnel para a minha vida e para minha filha.

Acordei maravilhosa, nem tomei minhas gotinhas de Rivotril e passei o dia fazendo prancha para deixar meu cabelo mas liso do que já é, além de ajustar o meu vestido branco, com muitos cristais egípicios de Jerusalém que abafaria totalmente o vestido da noiva,  minha melhor amiga Irmã Wanda, de quem eu seria madrinha. Me aprontei e saí até mas cedo de casa, para dar tempo de conversar com o Pastor Adenilson antes do casamento e de por em prática o meu plano de aproximação de Layla e Jofre.

Levei Layla Camile de metrô comigo e graças ao laxante que coloquei no suco dela, ela já chegou com vontade de defecar na sede do Tatuapé, tudo conforme eu já tinha planejado. Levei ela até o banheiro próximo a sala do Pastor Adenilson, tirei a chave que estava do lado de dentro da porta e joguei Layla no recinto que já foi tirando a saia para defecar, fechei a porta e rapidamente fui em busca de Jofre. Para minha sorte o avistei rápido:
- Jofre! Preciso da sua ajuda - Disse eu com voz manifestante desesperada do movimento Fora PT.
- O que aconteceu, irmã Cleycianne de Itaquera?
- Venha aqui, você precisa ajudar a minha filha!

Puxei Jofre pela mão, abri a porta do banheiro, empurrei ele pra dentro com Layla e tranquei a porta por fora, pois nada melhor do que uma situação constrangedoura para que uma paixão aconteça, não é mesmo? Impossível um plano desse falhar!

Após garantir o futuro de minha filha, me dirigi a sala do Pastor Adenilson, que já estava a minha espera, pois no dia anterior eu tinha ligado agendando um horário:

- Olá Pastor Adenilson Nogueira, é uma honra rever o senhor. Eu estou muito feliz em estar aqui
- O que te traz aqui, Cleycianne de Itaquera. Eu sei que veio para o casamento da Irmã Wanda, mas o que precisa conversar comigo?
- Bem, eu gostaria de te pedir uma coisa. Eu soube que a ministração do Culto das Mulheres daqui da sede está precisando de uma missionária competente e estou aqui para me oferecer ao cargo.
- NUNCA - disse uma voz feminina atrás de mim após bater a porta da sala.

Olhei para trás e dei de cara com ela, a esposa do Pastor, a Irmã Cercília do Tatuapé.

- Minha esposa é a nova missionária do Culto das Mulheres, Cleycianne, não posso te dar essa vaga.
- Isso mesmo, você acha que é quem, Cleycianne? Saiu lá de Itaquera e veio até aqui para tomar o meu lugar? - disse a Irmã Cercília  em tom raivoso.
- Eu não sabia que a vaga já estava ocupada, eu não quero tirar o lugar de ninguém, irmã. Tenho meu espaço na internet, sou famosa, tenho milhares de seguidores...
- Era famosa você quis dizer, né? Todo mundo sabe que você agora é uma diva ultrapassada da internet e abandonada pelo marido! As conversas correm, Cleycianne....

Fiquei muda com o afronte da Irmã Cercília do Tatuapé e saí correndo da sala pelos corredores do templo, chorando e gritando igual a uma louca em Cristo. Me ajoelhei, sem amassar meu lindo vestido, joguei meu cabelo pra frente, pro lado e pra trás, olhei para o céu e disse:

- Senhor, não me deixe desamparada! Me traga de volta o meu trono, o meu sucesso, me leve de volta ao topo novamente!

Foi então que um trovão fez o bairro de Tatuapé tremer e eu tive certeza que Ele havia me ouvido. Olhei para trás e vi que estava sendo observada pela irmã Fernanda, uma jovem atrapalhada e acima do peso, que devido a sua aparência com certeza nunca arrumaria um varão e tomaria o posto de irmã boleira da Igreja, já que possuia muitos dotes culinários.

- Irmã, o que você está fazendo aí? O casamento começa daqui a pouco e você como uma das madrinhas já deveria estar no altar. - disse irmã Fernanda me tratando como uma diva. 

Levantei e segui em direção ao altar da Igreja, consolada e ajudada pela irmã Fernanda. Tomei meu lugar e aguardei o casamento começar. O noivo, o negro, forte e ex- namorado da irmã Claudete, Robertão Varão de Deus, esperava irmã Wanda emocionado, enquanto o Pastor Adenilson já havia tomado o seu lugar, ao seu lado estava sua esposa, que olhava para o meu vestido morrendo de inveja.

A marcha nupcial começou a tocar, todos olharam para trás e lá estava Irmã Wanda com seu lindo vestido de noiva e um megahair estilo Beyonce de Deus vindo em direção ao altar. Mas mesmo com ela entrando na Igreja, todos olhavam para meu lindo vestido brilhando no altar, mas nem aquilo me animava, o que a Irmã Cercília havia me dito tinha me deixado muito chocada em Cristo e eu só queria o meu Rivotril em Cristo naquela hora.

Irmã Wanda chegou ao altar, foi recebida pelo seu noivo e o sermão do Pastor começou. Depois de meia hora falando, falando e antes de dizer o "eu vos declaro marido e mulher", Pastor Adenilson resolveu beber um golinho do copo de água que estava no altar para amenizar sua garganta seca. Bebeu um golão da água do copo e logo em seguida começou a tossir como se estivesse engasgado, Irmã Cercília deu uns tapinhas nas costas dele, Robertão Varão de Deus também tentou ajudar, mas em segundos o Pastor caiu morto no chão, espumando pela boca.

Uma gritaria tomou conta da Igreja, muitas irmãs começaram a infartar em Cristo e eu comecei a ficar tonta vendo tudo aquilo acontecer e não foi pra menos, apaguei.

Me vi andando no chique Shopping Anália Franco com muitas sacolas, enquanto pessoas olhavam para mim e diziam repetidamente:

- O Trono é seu Cleycianne. Deus quer que tome ele.

Até que tudo ficou escuro e ouvi a voz de Deus me dizer:

- O Trono é seu Cleycianne, tome ele.

Foi aí que acordei de meu desmaio e em meio à aquela gritaria  sussurei comigo mesma "O trono é meu, tenho que tomar ele" e enquanto as irmã gritavam chamando o SAMU, peguei o microfone da mão do corpo do Pastor Adenilson e disse:

- Deus acabou de falar comigo e disse que eu sou a nova dona da Igreja Ungida! O TRONO DA BENÇA É MEU!! 
Irmã Cercília me olhou com cara de indinguinada, largou o corpo do marido no chão e disse:

- QUEM VOCÊ PENSA QUE VOCÊ É? MEU MARIDO MAL MORREU E JÁ ESTÁ QUERENDO TOMAR O QUE ERA DELE?
- Eu sou Cleycianne Ferreira, a Ungida, Faladora de Línguas, Serva do Senhor no mundo da internet, Rainha dos blogs, dos faces e da congregação, a não-obesa, Loura, Curadora de Hps e Lms, Linda, Filha preferida de God, a Não penetrada, Mãe de Layla Camile, Rainha de Itaquera, Rainha dos Ungidos e dos Primeiros Varões, Senhora das Sete Igrejas, Khaleesi dos Crentes, a Primeira de Seu Nome. E o trono da Igreja Ungida é meu, por merecimento divino. - disse eu com muita certeza em Cristo
A Igreja ficou em silêncio, ninguém acreditava ou entendia o que estava acontecendo, mas eu havia acabado de receber um propósito de Deus e estava determinada a assumir o império da Igreja Ungida, nem que aquilo custasse a minha própria vida.





Será que Cleycianne conseguirá o trono da Igreja Ungida? Layla Camile e Jofre se apaixonarão? Wandersson irá retornar? Que segredo Cleycianne guarda no quarto da porta vermelha? Irmã Wanda conseguirá se curar desse trauma? Não perca o próximo capítulo de "Game of Crentes" aqui no blog da Cleyci. 



_____________________________



Continue lendo... 





21 comentários:

  1. Ermã Suyia Makratravya13 de abril de 2015 09:29

    Mal posso esperar o próximo chapter (capítulo em inglês ).

    ResponderExcluir
  2. Cley, fala do beijo que a satânica Sapatonna deu num reaper (repador em inglês) e que ela ficou com a cara na poeira pq ele achou muito nojento kkkkkk kkkkkkkkkkk acho que aquele Beijo foi amaldiçoado e abençoado pelo Diabo

    ResponderExcluir
  3. Pastora Valdirene13 de abril de 2015 13:07

    Certeza que o trono é seu Cley. Comigo foi a mesma coisa, só depois de muita luta, chantagens e tramas em Cristo consegui ocupar meu lugar de soberana do trianglo mineiro. Não perca a fé e arraza com a cara dessa desvergonhada dessa Cercília. Manda passar um DNA... certeza que o filho do pastor não é filho dele. Boa sorte.

    ResponderExcluir
  4. Por acaso a irmão Cercília tem um irmã chamado Jaiminho, que gosta de evitar a fadiga???

    ResponderExcluir
  5. Amei ermã, estou louco para os next (próximos ou seguintes em inglês) capítulos.

    Aleluia hanna cometrava e datooparaastravas. Amém

    ResponderExcluir
  6. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk muito bom
    Você precisa fazer mais publicações Cley, vc tem leitores amada

    ResponderExcluir
  7. Deus e Diabo são invenções dos gregos, seres místicos. Criados para acalmar a alma e controlar o povo. Formas de vigilância da época.

    Mas admiro essa fé cega, pois essa atitude ainda ajuda as pessoas que sofrem de carência emocional pesada.

    A intimidação e o medo nas figuras de deus e do diabo são as tais formas de vigilância e controle.

    Quem quiser sair da caixinha recomendo a pesquisa sobre a história das religiões!

    Bjs
    Alessandra

    Adoro o blog da Cley#

    ResponderExcluir
  8. Ai, ermã defequei em cristo com teu poste! Adorei tua estratégia de trancarr o Jofre no banheiro com Layla Camile no trono sobre os efeitos do laxante! Com certeza eles vão se apaixonar!

    ResponderExcluir
  9. tensão em cristo! esperando os proximos caítulos

    ResponderExcluir
  10. Curar homosexuais é um trabalho pesadíssimo até hoje temos dois membros da igreja que se curaram "mas" continuam falando com voz "anasalada" e fina.

    Mas temos esperança que um dia Jesus vá curar a garganta desses ex homosexuais!

    Amém
    Irmã Virginía

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eta Jesus curandeiro!

      Excluir
    2. Curar a voz é muito difícil, conheço vários que falam fino até hoje!

      Já aconselhamos diversos tratamentos tais como;

      Saliva do pastor
      Oleo ungido
      Dízimo triplicado
      Jejum de 7 dias

      E nada... Continuam falando fino...

      Isso é seqüela da pomba gira!

      Excluir
  11. Khaleesi dos crentes kkkkkkk

    ResponderExcluir
  12. Os homossexuais falam fino, pois são doentes e estão contaminados com a sujeira da pomba gira e por que fazem sexo oral e engolem sêmen.

    São todos pervertidos, oro toda noite para um dia existir uma prisão / internato para colocarmos os gays para um cura forçada.

    Em nome de Jesus Cristo de Nazaré

    Ermã Leocádia Neves congregação evangélica brasil para Cristo

    ResponderExcluir
  13. Engolir sêmen é um pecado gravíssimo e só homosexuais e prostitutas baixo nível fazem!

    Horrorizada em Cristo
    Amém

    ResponderExcluir
  14. que blog mas nojento

    ResponderExcluir
  15. Deveria ser banida da internet, nojenta... Sem noção.

    ResponderExcluir