segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Capítulo 7: A vitória do Satanás

No capítulo anterior de "Ressuscita!": 

A alta de Layla Camile não demorou e quando minha filha saiu do hospital, uma multidão a esperava e aplaudia do lado de fora.
- Quem são todas essas pessoas, Layla? - disse eu arrumando o cabelo para parecer mais bonita ainda.
- É o meu exército de POCs, mãe! Eu tenho uma página de militância no Facebook chamada "Exército das POCs" e todas essas pessoas ficaram sabendo de nossa luta através da página e vieram nos ajudar! - disse Layla Camile pegando em minha mão e me levando para o meio da multidão.
- POC significa "Perfeitas aos olhos de Cristo"! - completou Irmã Wanda. 
Encantada e com muito orgulho da minha filha, que tinha virado Diva das POCs, fui para o meio da multidão com peito cheio de esperança, pois faltavam poucos dias para a votação do segundo turno e agora era a HORA DA VIRADA! 




Ressuscita! 
Capítulo 7 (penúltimo capítulo): A vitória de Satanás
Autor: Thiago Pereira 
                                         Escritora e revisoura gramatical: Cleycianne Ferreira


Passei dias nas ruas com Layla Camile e o seu exército de POCs, conversando com as pessoas indecisas sobre a eleição. Não foi fácil, pois pela primeira vez em anos conversei com várias pessoas que não eram crentes e percebi que existe um mundo entre a oquidão e a benção. Isso amoleceu minha fé? Não, até tentei tirar o encosto de uma meretriz durante a panfletagem, falei em línguas, dancei reteté em Cristo, mas estava lá, lutando contra o Satanás com minha filha sapatã e seu lindo exército. Tenho certeza que Deus se orgulhou de mim, pois nem alcool gel passei em meu corpo após abraçar pessoas de todos os tipos e religiões! 

No dia da votação, decidi fazer um jantar em minha casa para acompanharmos a apuração, o cardápio seria alface e água, pois como já disse várias vezes nessa blognovela dieta é uma coisa muito importante para mim e como meu tempo na Terra estava acabando seria uma ótima forma de me despedir. Irmã Wanda, muito nervosa com o resultado das eleições e com a minha despedida, passou o dia em prantos sendo consolada pela Layla Camile e por Luana, sua namorada sapatã. 

Assim que nos reunimos na mesa para nossa deliciosa refeição a campainha tocou e eu fui atender:
- Wandersson... Wanessa!? - disse eu confusa em Cristo. 
Wanessa entrou e foi correndo em direção à Layla Camile:
- Filha, apesar de estar viajando com a minha tour Beyonce Trans do Brasil, vi o que aconteceu com você! Você está bem!!?
- Agora eu estou, pai Wanessa. A mãe me apoiou muito esses dias, ela cuidou de mim! - disse Layla olhando para mim e deixando escorrer uma lágrima de seu olho esquerdo.
-  Estou muito arrependida em ter apoiado aquele Satanás. Você teve que sofrer para que eu abrisse os meus olhos! Mas saiba que eu não votei nele, eu também estou com você Layla! - disse Wanessa abraçando Layla Camile muito emocionada. 

Enquanto acontecia essa linda cena, na TV uma notícia deixou todos atordoados: 

"Já podemos anunciar que temos um novo presidente do Brasil e ele é Jair Messias Bolsonabo". 
Wanessa ajolhou na frente da TV e chorou, Irmã Wanda saiu correndo para orar e repreender na laje, Layla se jogou no chão e rolava chorando bem louca em Cristo, assim como eu quando fico nervosa, enquanto Luana ficou paralisada no sofá. Barulho de fogos, gente gritando e eu no meio de tudo aquilo. "O que eu faço agora, meu Deus?", eu pensava. Fechei os olhos, me controlei, subi na laje peguei a irmã Wanda pelas mãos, desci, tirei Layla e Wanessa do chão, coloquei todas no sofá onde já estava Luana e sentei no meio. 
- Calma, crente. Nós tivemos uma grande derrota, ficamos todos com a cara na poeira, mas não estamos sozinhos! - disse eu pegando nas mãos de Wanessa e de Layla, que também pegaram nas mãos de Luana e Irmã Wanda.
- Mãe, eu tenho medo, não quero viver com medo de ser quem eu sou! - disse Layla soluçando.
- Nada vai te acontecer, Layla. Sabe por que? Porque nós somos uma filha família! Eu, você, seu pai Wanessa, Irmã Wanda, sua namorada sapatã. Jamais achei que fosse falar isso um dia, mas é o que somos, nós somos uma família e um vai proteger o outro, ninguém solta a mão de ninguém! 
Emocionados, nos abraçamos, mas senti um aperto em meu coração: eu não conseguiria ficar na Terra para proteger minha família, pois a minha hora estava chegando. Foi quando o tempo parou, tudo ficou em silêncio e a porta se abriu.

- Deus! - disse eu bem dengosinha, porém assustada. 

Havia chegado a hora de ir embora.


continua...


4 comentários:

  1. Aí meu coração! Se Lázaro pôde continuar vivendo então vc tbm pode! #ficacley

    ResponderExcluir
  2. Foi a coisa mais linda que eu li sobre as eleições. Até escorreu uma lágrima do meu olho direito. Estou emocionada em Cristo!

    ResponderExcluir
  3. Ermã, fiquei chocked (chocado em inglês) em cristo quando descobri, somente ontem, seu retorno.

    Além de diva do senhor, agora vc é diva das POCs e da diversidade. Hana macanyarava suya!!!

    ResponderExcluir